Televisa & Você: Entrevista com Sebastian Rulli

templates grátis

Translate

English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

...

BLOG TELEVISA & VOCE

BLOG TELEVISA & VOCE

Pesquisar no blog

Carregando...

SOBRE...

POSTAGENS

...

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Entrevista com Sebastian Rulli








Sebastián Rulli mostra uma nova faceta de atuação na telenovela Teresa, onde dá vida à Arturo, um advogado, investigador e escritor. Sóbrio, inteligente e muito culto, é um bom professor. Seus alunos têm medo dele, menos Teresa (Angelique Boyer) e, apesar de serem de classes sociais diferentes, ela acaba se apaixonando. É um desafio seu personagem em Teresa, onde corteja uma mulher fria e calculista, como já havia feito em Rubi.

O ator e modelo argentino de 35 anos vive atualmente no México, onde tem desenvolvido sua carreira profissional e ganhado grande popularidade desde que apareceu na telenovela Clase 406, Rubi, Contra viento y marea, Mundo de feras, Paixão e Un gancho al corazón, entre outras. Agora, podemos desfrutar de sua interpretação em Teresa.

Sebastián vive apaixonado por sua esposa Cecilia Galliano, com quem se casou em 2007, e se sente realizado com seu filho Santiago, de 9 meses, desmentindo, assim, os rumores de supostos problemas conjugais provocados por um romance com Angelique Boyer, a quem define como respeitosa com seu trabalho e com seus companheiros.


Sebastián, como você conseguiu o papel de Arturo, em Teresa?

Foram muitos testes, vários castings e cortes de cabelo, foram muitas coisas que alguém como ator agradece porque você sabe que se te ofereceram é porque você ganhou e, bom, estou feliz. Foi um processo importante até conseguir o papel e estou contente. Sei que está sendo uma telenovela que agrada muita gente.


Fale-nos de seu personagem Arturo…

Arturo é um professor e advogado que começa a ver aptidões em Teresa e que quer apoiá-la, já que devido a sua situação econômica não pode estudar na melhor universidade. Com tanta conveniência, se apaixona, mas começam a acontecer coisas que complicam tudo.


Trata-se de outra mulher difícil, como foi em Rubi. Você gosta das ambiciosas?

Pois sim (risos), é engraçado. Gosto das ambiciosas, gosto das belas mulheres. Como ator, é um desafio, porque é diferente, não é a típica situação fácil, na qual se apaixonam por alguém, mas ao contrário, então, existem aspectos diferentes neste tipo de melodrama.


Alguma vez você se já deparou com mulheres ambiciosas?

Todas as mulheres têm uma Teresa por dentro, só que umas a têm à flor da pele e outras a têm mais escondida. Mas, qual das mulheres não gostaria de conseguir o que quer através de seus encantos? (risos).


Em que você se assemelha a seu personagem Arturo de la Barrera?

Na perseverança, em suas convicções, na retidão, na disciplina. Ele sempre levou em consideração a imagem de seus pais, o respeito ao casamento que eles têm, por exemplo, então com isso sim eu me identifico. Mas, no que sobra somos diferentes: ele é um profissional de Direito, o que eu não tenho nada a ver; é muito conservador, e eu nem tanto; está desencantado com o amor, e eu não tenho esse problema.


Você chegou a ver a versão da telenovela protagonizada por Salma Hayek?

Não vi nenhuma. Na verdade, já fiz várias telenovelas e a maioria delas histórias conhecidas. Não gosto de ver trabalhos anteriores para saber como fazer. É uma perda de tempo andar comparando se está melhor que antes. Acredito que é uma história para este momento. Eu, particularmente, estou tratando de dar o melhor, estou às ordens de meus diretores.


Como você se sente participando em Teresa?

Gosto muito dessa história. Os personagens são muito interessantes. Me encanta o fato de a protagonista ser vilã e não terminar como a Cinderela. Existe boa química entre todos do elenco. Somos poucos personagens. É uma telenovela de elenco reduzido, onde a maioria tem muita participação. O ambiente é ótimo, a vibração é boa e até agora nos temos dado muito bem.


E como é sua relação com a protagonista que interpreta Teresa, Angelique Boyer?

Na verdade estou contentíssimo com a participação de Angelique em Teresa. Ela é uma pessoa muito respeitosa em seu trabalho, na atuação e com seus companheiros. Tem demostrado que sabe que esta é uma oportunidade muito importante em sua carreira e sabe que não pode desperdiçá-la. Vejo muita maturidade em Angelique, ela sabe onde pisa. Sua atitude é de entrega, de humildade e isso é muito agradecido, pois esse é um trabalho pelo qual deve-se entregar de corpo e alma e o público percebe isso. Angelique é uma garota muito dedicada ao trabalho, é uma atriz que gosta do que faz e sabe que isso vai mudar sua vida e sua carreira. Pessoalmente, isso me dá muito prazer, porque sei que está indo muito bem.


Você também tem ido muito bem como galã…

Obrigado. Cada projeto tem seu resultado. Tenho amadurecido como ator e a quem tenho que agradecer é ao público, pois sem ele não nos dariam as oportunidades, se não fôssemos do agrado do público, garanto que por mais persistente que fôssemos não estaríamos aqui.


No programa mexicano Hoy comentaram que você atravessava um problema conjugal com sua esposa, contando que poderia estar vivendo um romance com Angelique Boyer. Isso é verdade?

O que falaram no programa Hoy é pura invenção. Não existe nenhum romance fora da ficção e, graças a Deus, continuo junto de Ceci . Obrigado por se preocuparem conosco e não acreditem nos rumores. Coisas assim não se pode evitar e, como veem, não é verdade. É o conto de sempre.


Como você divide o tempo entre seu trabalho e sua família?

Meu horário é complicado, mas trato de aproveitar cada segundo livre que tenho. Quando tenho um intervalo entre duas ou três cenas, escapo para comer em casa com o bebê e com Ceci.


Então, você está encantado com o amor?

Sim, estou encantado com o amor. Estou passando por um momento muito bom em minha vida. Acredito que o mais bonito a nível sentimental, porque o fato de ter um filho tão desejado e tão esperado é algo que não tem palavras. Em minha vida, o fato de ter um filho é um sentimento muito bonito. Nenhum problema econômico, sentimental ou laboral pode interferir no momento tão bonito que se pode viver com o crescimento de um filho


O que é mais fácil: ser um bom pai ou um bom esposo?

Caramba! Não saberia dizer o que fácil ou difícil. Não é questão de dificuldade, mas sim de entrega, e trato de dar o melhor de mim. Espero não cometer erros. Como pai, se os cometi ou não, me darei conta mais adiante, como esposo, é algo mediato.


E como você se sente nesta nova tarefa como pai?

É o amor perfeito. Estou desfrutando ao máximo este momento de minha vida. Tem sido o mais belo que me aconteceu na vida. Não existem palavras nem comentários que podem descrever o que se sente ao ter um filho. É o mais precioso que pode haver. É encontrar o amor perfeito, eterno, desinteressado, esse amor que, aconteça o que acontecer, nunca vai mudar. Santiago me deixa abobado.


Há 12 meses você estreou como empresário no restaurante Beygüel, inaugurado na Cidade do México…

Vou ao restaurante uma ou duas vezes por semana. Obviamente não o dirijo diretamente, tenho três amigos que são meus sócios e eles sim trabalham lá. Vou e levo meus amigos. Muitos companheiros atores já festejaram seus aniversários por lá, os convido para os eventos, para tratar de mimá-los e para que se sintam bem. Compartilho com a clientela e me sinto muito bem. Quando vou, sou um cliente a mais, fico procurando os detalhes, garantindo que não está faltando nada que possa fazer a diferença. Trato de estar 100% em tudo que posso.


Para você a beleza física é importante?

Eu tenho muito claro que nessa carreira a estética e o visual é importante, por isso agradeço as facilidades que tenho obtido, porque tenho sido do agrado de muita gente nesse sentido. A beleza é algo que ao longo do tempo vai se deteriorando, deve-se desfrutar, aproveitar e não dormir no ponto. Mas o que realmente importa nessa carreira é o talento.


Você voltaria a atuar nu?

Claro que sim. Sempre disse que meu corpo e minha imagem tem me dado muito trabalho. Meu corpo é minha ferramenta de trabalho, enquanto estiver fazendo o que eu gosto, não há nenhum inconveniente. Já me convidaram muitas vezes para o Solo para mujeres, mas não gostaria de atuar como stripper, a menos que fosse em um filme, porque é um personagem, trato de dar sentido ao que estou fazendo.


Você já pensou em deixar o México pela insegurança na qual se vive?

Não. Considero o México o meu país. Aqui cresci como ser humano, aqui comecei a semear muitos sonhos. O México me deu o que eu mais queria, o meu filho. Devo tudo ao México. Trato de investir meu dinheiro neste país, não pretendo sair daqui.


Você se interessaria por fazer telenovelas sociais?

Sim, me interessaria. Gosto muito de arriscar, obviamente estou em um mercado onde os temais sociais não são o forte, mas se em algum momento surgir a possibilidade, me encantaria. Gosto do trabalho que estão fazendo em outros países, enquanto isso, desfruto muito disso que são as telenovelas.


Você vê seu filho como ator?

Não o vejo como nada em especial, o vejo andando. No caso de que queira ser ator ou artista, em geral, o apoio, mesmo que essa seja uma carreira difícil.


Você revisa seu Twitter?

É o único que tenho e onde me mantenho em contato com as pessoas através de @sebastianrulli. Não tenho Facebook e os que existem são falsos.


Os telespectadores colombianos da RCN começaram a ver Teresa recentemente. Como você os animaria para que continuassem te vendo na telenovela?

Que não perdessem Teresa, garanto que vão gostar, porque veem muito mais que uma paixão carregada, os conflitos crescerão logo nos primeiros dias, onde se apresenta os personagens.


Créditos: tirado do blog:

Sebastián Rulli mostra uma nova faceta de atuação na telenovela Teresa, onde dá vida à Arturo, um advogado, investigador e escritor. Sóbrio, inteligente e muito culto, é um bom professor. Seus alunos têm medo dele, menos Teresa (Angelique Boyer) e, apesar de serem de classes sociais diferentes, ela acaba se apaixonando. É um desafio seu personagem em Teresa, onde corteja uma mulher fria e calculista, como já havia feito em Rubi.

O ator e modelo argentino de 35 anos vive atualmente no México, onde tem desenvolvido sua carreira profissional e ganhado grande popularidade desde que apareceu na telenovela Clase 406, Rubi, Contra viento y marea, Mundo de feras, Paixão e Un gancho al corazón, entre outras. Agora, podemos desfrutar de sua interpretação em Teresa.

Sebastián vive apaixonado por sua esposa Cecilia Galliano, com quem se casou em 2007, e se sente realizado com seu filho Santiago, de 9 meses, desmentindo, assim, os rumores de supostos problemas conjugais provocados por um romance com Angelique Boyer, a quem define como respeitosa com seu trabalho e com seus companheiros.


Sebastián, como você conseguiu o papel de Arturo, em Teresa?

Foram muitos testes, vários castings e cortes de cabelo, foram muitas coisas que alguém como ator agradece porque você sabe que se te ofereceram é porque você ganhou e, bom, estou feliz. Foi um processo importante até conseguir o papel e estou contente. Sei que está sendo uma telenovela que agrada muita gente.


Fale-nos de seu personagem Arturo…

Arturo é um professor e advogado que começa a ver aptidões em Teresa e que quer apoiá-la, já que devido a sua situação econômica não pode estudar na melhor universidade. Com tanta conveniência, se apaixona, mas começam a acontecer coisas que complicam tudo.


Trata-se de outra mulher difícil, como foi em Rubi. Você gosta das ambiciosas?

Pois sim (risos), é engraçado. Gosto das ambiciosas, gosto das belas mulheres. Como ator, é um desafio, porque é diferente, não é a típica situação fácil, na qual se apaixonam por alguém, mas ao contrário, então, existem aspectos diferentes neste tipo de melodrama.


Alguma vez você se já deparou com mulheres ambiciosas?

Todas as mulheres têm uma Teresa por dentro, só que umas a têm à flor da pele e outras a têm mais escondida. Mas, qual das mulheres não gostaria de conseguir o que quer através de seus encantos? (risos).


Em que você se assemelha a seu personagem Arturo de la Barrera?

Na perseverança, em suas convicções, na retidão, na disciplina. Ele sempre levou em consideração a imagem de seus pais, o respeito ao casamento que eles têm, por exemplo, então com isso sim eu me identifico. Mas, no que sobra somos diferentes: ele é um profissional de Direito, o que eu não tenho nada a ver; é muito conservador, e eu nem tanto; está desencantado com o amor, e eu não tenho esse problema.


Você chegou a ver a versão da telenovela protagonizada por Salma Hayek?

Não vi nenhuma. Na verdade, já fiz várias telenovelas e a maioria delas histórias conhecidas. Não gosto de ver trabalhos anteriores para saber como fazer. É uma perda de tempo andar comparando se está melhor que antes. Acredito que é uma história para este momento. Eu, particularmente, estou tratando de dar o melhor, estou às ordens de meus diretores.


Como você se sente participando em Teresa?

Gosto muito dessa história. Os personagens são muito interessantes. Me encanta o fato de a protagonista ser vilã e não terminar como a Cinderela. Existe boa química entre todos do elenco. Somos poucos personagens. É uma telenovela de elenco reduzido, onde a maioria tem muita participação. O ambiente é ótimo, a vibração é boa e até agora nos temos dado muito bem.


E como é sua relação com a protagonista que interpreta Teresa, Angelique Boyer?

Na verdade estou contentíssimo com a participação de Angelique em Teresa. Ela é uma pessoa muito respeitosa em seu trabalho, na atuação e com seus companheiros. Tem demostrado que sabe que esta é uma oportunidade muito importante em sua carreira e sabe que não pode desperdiçá-la. Vejo muita maturidade em Angelique, ela sabe onde pisa. Sua atitude é de entrega, de humildade e isso é muito agradecido, pois esse é um trabalho pelo qual deve-se entregar de corpo e alma e o público percebe isso. Angelique é uma garota muito dedicada ao trabalho, é uma atriz que gosta do que faz e sabe que isso vai mudar sua vida e sua carreira. Pessoalmente, isso me dá muito prazer, porque sei que está indo muito bem.


Você também tem ido muito bem como galã…

Obrigado. Cada projeto tem seu resultado. Tenho amadurecido como ator e a quem tenho que agradecer é ao público, pois sem ele não nos dariam as oportunidades, se não fôssemos do agrado do público, garanto que por mais persistente que fôssemos não estaríamos aqui.


No programa mexicano Hoy comentaram que você atravessava um problema conjugal com sua esposa, contando que poderia estar vivendo um romance com Angelique Boyer. Isso é verdade?

O que falaram no programa Hoy é pura invenção. Não existe nenhum romance fora da ficção e, graças a Deus, continuo junto de Ceci . Obrigado por se preocuparem conosco e não acreditem nos rumores. Coisas assim não se pode evitar e, como veem, não é verdade. É o conto de sempre.


Como você divide o tempo entre seu trabalho e sua família?

Meu horário é complicado, mas trato de aproveitar cada segundo livre que tenho. Quando tenho um intervalo entre duas ou três cenas, escapo para comer em casa com o bebê e com Ceci.


Então, você está encantado com o amor?

Sim, estou encantado com o amor. Estou passando por um momento muito bom em minha vida. Acredito que o mais bonito a nível sentimental, porque o fato de ter um filho tão desejado e tão esperado é algo que não tem palavras. Em minha vida, o fato de ter um filho é um sentimento muito bonito. Nenhum problema econômico, sentimental ou laboral pode interferir no momento tão bonito que se pode viver com o crescimento de um filho


O que é mais fácil: ser um bom pai ou um bom esposo?

Caramba! Não saberia dizer o que fácil ou difícil. Não é questão de dificuldade, mas sim de entrega, e trato de dar o melhor de mim. Espero não cometer erros. Como pai, se os cometi ou não, me darei conta mais adiante, como esposo, é algo mediato.


E como você se sente nesta nova tarefa como pai?

É o amor perfeito. Estou desfrutando ao máximo este momento de minha vida. Tem sido o mais belo que me aconteceu na vida. Não existem palavras nem comentários que podem descrever o que se sente ao ter um filho. É o mais precioso que pode haver. É encontrar o amor perfeito, eterno, desinteressado, esse amor que, aconteça o que acontecer, nunca vai mudar. Santiago me deixa abobado.


Há 12 meses você estreou como empresário no restaurante Beygüel, inaugurado na Cidade do México…

Vou ao restaurante uma ou duas vezes por semana. Obviamente não o dirijo diretamente, tenho três amigos que são meus sócios e eles sim trabalham lá. Vou e levo meus amigos. Muitos companheiros atores já festejaram seus aniversários por lá, os convido para os eventos, para tratar de mimá-los e para que se sintam bem. Compartilho com a clientela e me sinto muito bem. Quando vou, sou um cliente a mais, fico procurando os detalhes, garantindo que não está faltando nada que possa fazer a diferença. Trato de estar 100% em tudo que posso.


Para você a beleza física é importante?

Eu tenho muito claro que nessa carreira a estética e o visual é importante, por isso agradeço as facilidades que tenho obtido, porque tenho sido do agrado de muita gente nesse sentido. A beleza é algo que ao longo do tempo vai se deteriorando, deve-se desfrutar, aproveitar e não dormir no ponto. Mas o que realmente importa nessa carreira é o talento.


Você voltaria a atuar nu?

Claro que sim. Sempre disse que meu corpo e minha imagem tem me dado muito trabalho. Meu corpo é minha ferramenta de trabalho, enquanto estiver fazendo o que eu gosto, não há nenhum inconveniente. Já me convidaram muitas vezes para o Solo para mujeres, mas não gostaria de atuar como stripper, a menos que fosse em um filme, porque é um personagem, trato de dar sentido ao que estou fazendo.


Você já pensou em deixar o México pela insegurança na qual se vive?

Não. Considero o México o meu país. Aqui cresci como ser humano, aqui comecei a semear muitos sonhos. O México me deu o que eu mais queria, o meu filho. Devo tudo ao México. Trato de investir meu dinheiro neste país, não pretendo sair daqui.


Você se interessaria por fazer telenovelas sociais?

Sim, me interessaria. Gosto muito de arriscar, obviamente estou em um mercado onde os temais sociais não são o forte, mas se em algum momento surgir a possibilidade, me encantaria. Gosto do trabalho que estão fazendo em outros países, enquanto isso, desfruto muito disso que são as telenovelas.


Você vê seu filho como ator?

Não o vejo como nada em especial, o vejo andando. No caso de que queira ser ator ou artista, em geral, o apoio, mesmo que essa seja uma carreira difícil.


Você revisa seu Twitter?

É o único que tenho e onde me mantenho em contato com as pessoas através de @sebastianrulli. Não tenho Facebook e os que existem são falsos.


Os telespectadores colombianos da RCN começaram a ver Teresa recentemente. Como você os animaria para que continuassem te vendo na telenovela?

Que não perdessem Teresa, garanto que vão gostar, porque veem muito mais que uma paixão carregada, os conflitos crescerão logo nos primeiros dias, onde se apresenta os personagens.


Tirada do blog:
http://telenoveleiros.blogspot.com/2010/11/entrevista-com-sebastian-rulli.html





Para ir à página principal:

Para ir à página principal:
Acesse as postagens do dia!